Noticias

27/11/2009

Prefeitura leva Projeto Fábrica Verde para região de Pinheiros

O prefeito Gilberto Kassab assinou nesta sexta-feira (27/11) Termo de Cooperação Técnica do Projeto Fábrica Verde – Unidade de Pinheiros. O programa tem como finalidade oferecer oportunidade de trabalho, por meio de curso de capacitação em jardinagem, para as pessoas que vivem em situação de alta vulnerabilidade social e que estejam excluídas do mercado de trabalho.

O curso vai atender 40 pessoas pertencentes às famílias de baixa renda residentes na região de Pinheiros. As aulas têm início na próxima segunda-feira, dia 30. O conteúdo inclui atividades teóricas e práticas, voltadas à manutenção de jardins e praças, informações sobre produção de adubo orgânico para plantas (a partir de resíduos vegetais), além de participação em feiras de mudas e plantas ornamentais. Os alunos também serão orientados a criar uma cooperativa em jardinagem.

"O projeto vai no caminho correto de formar mão-de-obra, criando novas oportunidades paras pessoas e empreendedores que desejem investir no segmento. Será uma incubadora de emprego e empresas. Teremos aqui um projeto piloto, com prazo de execução de 12 meses. Esta iniciativa poderá se estender por toda a cidade de São Paulo", afirmou o prefeito.

O projeto tem duração de 12 meses, sendo que os seis primeiros meses são de capacitação e incubação do empreendimento (com bolsa), e os outros seis meses são de acompanhamento e apoio ao empreendimento em formalização (sem bolsa). As aulas teóricas serão ministradas na praça Victor Civita. Já as aulas práticas serão realizadas no viveiro da Subprefeitura de Pinheiros. Durante os seis primeiros meses, os alunos receberão um auxílio mensal de R$ 325,50, que inclui ajuda no transporte e na alimentação.
A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, do Instituto Abril, da Associação Cidade Escola Aprendiz , e da Subprefeitura de Pinheiros. A cerimônia foi realizada na sede da Editora Abril, em Pinheiros, na Zona Oeste.

FONTE: Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo