Noticias

17/02/2012

VEJA (Reinaldo Azevedo) – Texto do Floriano Pesaro sobre doação de terreno para Lula

Floriano Pesaro, vereador do PSDB de São Paulo, escreveu o seguinte comentário para o blog, que transformo num post:
Durante a tarde desta terça-feira, 14/02, o colégio de líderes da Câmara Municipal de São Paulo discutiu o projeto de lei do Prefeito Gilberto Kassab que pretende conceder ao Instituto Lula um terreno de 4.400 m² na região da Nova Luz. O terreno deverá sediar o Museu da Democracia, voltado para o acervo pessoal do ex-presidente. Estiveram presentes à reunião os representantes do Instituto Lula Paulo Vannuchi, ex-ministro de Direitos Humanos do governo Lula, Paulo Okamotto, ex-presidente do SEBRAE, e os líderes na Câmara.
Nós, representantes do PSDB, somos contra este projeto. Não apenas porque fere o princípio da impessoalidade, previsto na Constituição – que proíbe a promoção pessoal de autoridades e servidores públicos -, mas porque se trata de uma doação de terreno público para instituição privada. E o pior: trata-se de uma proposta que veio encaminhada pessoalmente – e entusiasticamente – pelo prefeito em detrimento de tantas outras questões emergenciais no nosso município. Além de controverso, o projeto foi apresentado em um momento político delicado, sugerindo objetivos de caráter eleitoral.
Para sustentar o projeto, os vereadores do PT defenderam Kassab, negando qualquer manobra política. Os “companheiros” do partido ainda sustentaram que “Lula é uma figura pública mais importante do que Nelson Mandela”. Sem entrar no mérito da comparação entre as duas figuras públicas, nada justifica uma concessão que lesa o patrimônio público e o interesse social.

Por Reinaldo Azevedo