Discursos

06/08/2013

19/04/2011 – O PSDB é maior que o momento político

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – (Pela ordem) – Sr. Presidente, caros colegas
Vereadores das demais bancadas, considero hoje um dia triste para o PSDB, o dia depois do
anúncio de que a bancada do Partido – até então a maior desta Casa – está perdendo parte da
sua militância. A mais legítima representação de uma militância partidária são os vereadores.
Nunca tive dúvidas a esse respeito.
Muitos disseram que nesse processo – um processo difícil, quase 60 dias de
negociação entre a bancada de vereadores e parte da direção partidária – nós agimos com
coragem. Não agimos com coragem, agimos com convicção, a convicção de que um partido
político, especialmente o PSDB, que tem no seu estatuto o parlamentarismo, deve valorizar os
seus parlamentares. Não há nada mais legítimo para um partido político do que seus
parlamentares, que representam a sua militância, são a sua base. Não existe partido sem voto
e o voto demonstra o tamanho das bancadas nos parlamentos.
Portanto, Sr. Presidente, considero hoje um dia triste. A nossa bancada, a bancada
do PSDB, com colegas valorosos, com a Presidência desta Casa, a sua eleição com o apoio de
todos os demais colegas de outras bancadas, neste momento recebe este anúncio. O anúncio
da saída de cinco Vereadores; além do Vereador Souza Santos, que confirma hoje; somandose
seis Vereadores.
Como Líder do PSDB, tenho conversado igualmente com cada um dos meus pares,
fazendo-lhes um apelo para que possamos continuar no Partido da Social Democracia, que
ajudamos a fundar e a construir. Mesmo a despeito de um ou de outro comentário, na minha
opinião irresponsável e inconsequente, não podemos nos desviar do nosso destino político
como social democratas que somos.
Lamento a saída de V.Exas., meus colegas que depositaram confiança neste
Vereador há pouco mais de 60 dias, quando me escolheram Líder da bancada. Disse a todos
do orgulho que tenho em ser Líder da bancada neste momento, terceiro ano do meu mandato,
de ter ajudado a construir a presidência desta Casa, de ter me jogado de corpo e alma para
que pudéssemos manter a unidade. Disse também que não podíamos caminhar em direção ao
futuro com o pé no passado e que é preciso olhar para frente, para as eleições de 2012,
porque, ainda que neste momento um ou outro possa estar comemorando, e acredito que
esteja, provavelmente pensando muito pequeno, o PSDB vai lutar para ganhar as eleições de
2012, para reeleger sua bancada e aumentá-la, porque o PSDB tem discurso, tem serviços
prestados à cidade de São Paulo, com o Prefeito José Serra, com o Governador José Serra,
com o Governador Geraldo Alckmin Serra, com o Senador Aloysio Nunes, com o Governador
Goldman, com o Prefeito Kassab, com os Secretários da Educação, da Saúde, do Governo.
O PSDB faz um jogo limpo com a Cidade e com seus companheiros partidários. Por
isso não vamos nos deixar abater. Estamos tristes e lamentamos a saída de colegas valorosos,
mas vamos trabalhar para que, entre o anúncio de saída e sua efetividade no Tribunal Regional
Eleitoral, possamos reverter a situação com transparência, com legitimidade e com caráter,
falando a verdade a todos. Declaro publicamente, sem medo e com a maior franqueza, que
vamos continuar, sim, dialogando a fim de reverter essa situação.

O PSDB é maior que este momento, que tanto lamento.

Muito obrigado, Sr. Presidente.