Discursos

08/08/2013

09/06 – Virada Social em Paraisópolis

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) - Sr. Presidente, caros colegas, amigos da TV Câmara, quero falar um pouco da coragem do governador José Serra, no Programa Virada Social de Paraisópolis.
Vou falar do programa porque conheço. Quando fui Secretário de Assistência Social do Município de São Paulo, fizemos o Virada Social no Jardim Elisa Maria, próximo à Brasilândia, “terra do Claudinho”. A Virada Social que se inicia com um programa estratégico da Polícia Militar, que é a saturação, para desarmar a população local, prender traficantes, pessoas ligadas ao crime organizado e também evitar que haja, nessas regiões, cativeiros como era o caso de Paraisópolis.
Mas não é esse o intuito do governador José Serra. O intuito do governador José Serra é justamente levar os equipamentos sociais. Entendo que o PT, em São Paulo, se incomode quando trabalhamos um processo como esse, que vai mudar a vida dos habitantes de Paraisópolis.
É claro que o nobre vereador Donato se pauta por uma matéria de jornal falsa, mentirosa e que não tem o menor embasamento da realidade local, porque acabamos de inaugurar em Paraisópolis, no final do ano passado, um CEU que tem levado uma melhoria significativa na qualidade da educação naquela região. Mas não paramos só aí. O Virada Social está levando também escola técnica, uma Fatec e uma Etec da Fundação Paula Souza. Essa foi a determinação do governador José Serra, que também está levando AMA e Posto de Saúde novos, além da urbanização, que não tem um centavo do PAC, porque o PAC não chega. O dinheiro do PAC não chega em São Paulo. Aliás, basta ver a matéria da revista Veja desta semana, para saber que nem 3% do PAC foi gasto até agora.
É muito “blablablá”.
O fato é que na região de Paraisópolis vamos fazer uma imensa urbanização que mudará a história de seus moradores, e os moradores de Paraisópolis sabem disso. É um investimento social, é escola, é posto de saúde, R$ 300 milhões estão sendo investidos naquela região, diz-me agora o nobre vereador Gilberto Natalini, que é médico e acompanha o desenvolvimento daquela região.
A urbanização necessária para uma região que foi relegada a segundo plano por todas as gestões anteriores, mas foi a gestão do ex-prefeito Serra e do prefeito Gilberto Kassab, que assumiu a responsabilidade e teve coragem de acabar com a criminalidade em Paraisópolis – separar o joio do trigo – levar investimentos sociais de habitação, de saúde, de educação, fazer a perimetral que passará por trás de favela de Paraisópolis, ampliando o fluxo de transporte, especialmente o transporte coletivo, naquela região.
Portanto, quero deixar clara a nossa preocupação que incomoda muita gente, é verdade, especialmente aqueles que gostariam que aquilo ficasse como era, naquelas cenas de violência lamentáveis que vimos recentemente na região da Avenida Giovanni Gronchi. Mas não vamos deixar, não. Temos coragem.
O PSDB e o Governo do Estado junto com o Prefeito Gilberto Kassab têm a coragem de fazer uma intervenção “cirúrgica” na favela Paraisópolis, levando equipamentos sociais, levando recursos do Estado, da CDHU, da COHAB, para que possamos ter a urbanização junto com as organizações locais, parceiras, que vão transformar a realidade não só dos moradores de Paraisópolis, como também do entorno – de todos aqueles que vivem na região da Avenida Giovanni Gronchi, do bairro de Morumbi.
É um trabalho difícil e que requer coragem. Mas temos a convicção de que o governador José Serra levará ao fim para a melhoria de vida. Esse é o interesse, é nisto que trabalhamos: melhorar a qualidade de vida da população paulistana, especialmente nas áreas mais vulneráveis, de maior risco.
Muito obrigado, Sr. Presidente.