Destaques

11/03/2016

Segurança alimentar – “Bom Prato contra a crise”

 

“O que você faz com R$ 1? Quase nada, nào é? Bom, cerca de 1,2 mil pessoas de Araraquara tem usado essa moedínha para almoçar no Bom Prato.
Isso mesmo. Segundo Vinícius Meireles, gerente do restaurante na cidade, todos os dias são servidas cerca de 1,2 mil refeições, exatamente o limite diário.

“Às quartas, dia da tradicional feijoada, essa cota acaba antes mesmo do horário de funcionamento”, revela.

O Bom Prato atende das 10h30 às 13h30 no almoço. Das 6h30 às 8h30 serve também o café da manhã a R$ 0,50, sendo que todos os dias a cota de 150 refeições é servida.

Ainda de acordo com Meireles, essa média de ‘clientes’ acompanha o restaurante desde a sua inauguração, há dois anos.

“O público é bem diversificado. Vem trabalhadores, aposentados, famílias inteiras, moradores de rua. Todo mundo é bem servido”, enaltece.

Quase todo dia o casal Izaqueo Jr., de 36 anos, e Geovana Raquel, 31, levam suas filhas para almoçarem no Bom Prato.

Como uma nem tem idade para pagar menos de seis anos -, gastam apenas R$ 3 na refeição. No mês, tiram do orçamento familiar somente R$ 60 para almoçar.

“Economizamos demais vindo comer aqui Sobra mais dinheiro para gastarmos em outras coisas, já que no supermercado tudo está tão caro com essa crise”, diz o pai.

A vendedora Ana Lúcia Gomes, 40, também almoça junto do filho Miguel, 3, quase diariamente no Bom Prato.

“O que a gente faz com R$ 1 hoje em dia? Nada. Sempre que posso, nào perco a chance de vir aqui”, comenta, enquanto dá ‘papinha’ para o filho.

Além de ser ‘cliente’ assídua, Maria Josefina Monte, 60, levou três amigas para almoçar ontem. “Com os R$ 350 que eu vivo, isso aqui é o meu paraíso”, brinca.

Na entrada, os usuários do restaurante podem escolher pelo prato menor ou o mais ‘recheado’.

Como a capacidade do restaurante é de cerca de 200 lugares, a fila fica grande na entrada, mas nada que atrapalhe o bom funcionamento e a rotatividade nas mesas. “Todo dia é isso aqui”, brinca o gerente.

Da hora que abre ao momento que fecha, o restaurante Bom Prato em Araraquara fica cheio. Há fila para pagar e pegar o prato de comida, é verdade, mas nada que o preço da refeição, R$ 1, não faça valer a pena. Nessa hora, o bolso fala mais alto.

Segundo o governo estadual, responsável pelo programa, o almoço é composto por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). Cada refeição tem aproximadamente 1,2 mil calorias.

Como os usuários pagam R$ 1, o governo subsidia R$ 3,81 de cada refeição adulta. Crianças de até 6 anos não predsam pagar.

Já o café da manhã tem leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. Essa refeição, de cerca de 400 calorias, custa R$ 0,50 ao usuário.

Atualmente são 50 unidades do Bom Prato, sendo 15 no interior. 0 programa foi criado em 2000.

0 Bom Prato de Araraquara fica na avenida 22 de Agosto, 138, na Vila Xavier, ao lado do pontilhão. O almoço é servido de segunda a sexta, das 10h30 às 13h30, e o café da manhã das 6h30 às 8h30.

A única forma de pagamento aceita é o dinheiro.”

Fonte: Tribuna de Araraquara. “Bom Prato contra a crise”. 11/03/2016