Noticias

30/05/2014

Portal Camâra Municipal de São Paulo – Parlamentares italianos falam sobre importância da democracia

Luiz França / CMSP
JORNADA_PARLAMENTAE-30-05-2014-FRANCA-09626-72_ABRE

A Câmara Municipal recebeu nesta sexta-feira (30/5) a II Jornada Parlamentar Itália- Brasil, que reuniu parlamentares dos dois países no Plenário 1º de Maio. Durante o encontro, os representantes italianos falaram sobre a importância da troca de experiências entre o Brasil e o país europeu para fortalecer a democracia nas nações.

O cônsul geral da Itália no Brasil, Mauro Marsili, afirmou que a integração entre os dois países é muito importante. “Esses países se reforçam em colaboração, e jornadas como essa ajudam, principalmente no debate político”, disse.

Já o senador ítalo-brasileiro Fausto Longo elogiou a relação entre os parlamentares do Brasil e da Itália. “Essa proximidade tem facilitado a economia, mas, mais importante que isso, é a luta que esses países fazem pela democracia”, afirmou.

Em sua apresentação, a deputada Gea Schirò destacou os avanços do sistema político brasileiro. “Na Itália ainda tem mais mulheres no parlamento, mas no Brasil isso está aumentando, inclusive vocês tem uma presidente”, elogiou.

Primeira deputada ítalo-brasileira da história, a brasiliense Renata Bueno também participou da jornada. Ela explicou que a política das nações é diferente, mas que o diálogo entre os parlamentos é constante. “Estamos trabalhando para integrar o que tem de bom em cada um dos países e não estamos falando apenas de política, mas também de cultura”, contou.

A Jornada Parlamentar Itália- Brasil é uma iniciativa dos vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB) e Donato (PT), juntamente com o deputado italiano Fabio Porta.

“Esse evento tem como principal objetivo aumentar a integração entre esses países e também fortalecer a democracia”, declarou Pesaro. O vereador também sinalizou para ações importantes que surgiram a partir do encontro. “Trocamos legislações municipais que nos ajudaram muito, como um projeto de intercâmbio cultural para que o idioma italiano passe a ser estudado nas escolas municipais”, disse. (Da Redação)