Projetos de Lei

24/07/2013

PL 169/2012

 

Projeto de Lei

“Denomina Viaduto Engenheiro João Birman, o logradouro público livre inominado, localizado na Ponte Pequena, entre a Av. Santos Dumont e a Av. Tiradentes, passando sobre a Av. Presidente Castelo Branco localizado no Distrito do Bom Retiro, Subprefeitura da Sé e dá outras providências.”

A Câmara Municipal de São, Paulo DECRETA:

Art. 1º Fica denominado o Viaduto Engenheiro João Birman, o logradouro público livre inominado localizado na Ponte Pequena, entre a Av. Santos Dumond e Av. Tiradentes, iniciando na continuação da Av. Santos Dumond, na altura do nº 752, junto à Praça Bento de Camargo Barros, terminando na via expressa da Marginal do Rio Tietê passando sobre a Av. Presidente Castelo Branco, no Distrito do Bom Retiro, Subprefeitura da Sé.
Art. 2º. As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.
Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições com contrário.
Sala das Sessões, Às Comissões competentes.

Imprimir Versão para Impressão

 

Justificativa

JUSTIFICATIVA

O presente projeto de lei tem por objetivo denominar o Viaduto inominado localizado na Ponte Pequena, entre a Av. Santos Dumond e Av. Tiradentes, passando sobre a Av. Presidente
Castelo Branco.
A denominação do Viaduto com o nome do renomado Engenheiro João Birman, projetista estrutural, que tem em seu currículo diversas obras que modernizaram a paisagem urbana da cidade de São Paulo nas décadas de 30 e 80, é de extrema importância para o município.
João Birman foi o engenheiro calculista de grandes edifícios públicos e privados na cidade de São Paulo. A denominação trará benefícios para a localização de moradores e munícipes que frequentam a região do Bom Retiro, uma vez que, facilitará a identificação do local e será um ponto de referência no bairro.
O escritório de engenharia de João Birman foi um facilitador na modernização da paisagem urbana de São Paulo e um ponto de referência para os arquitetos, empreendedores e construtores da época e por onde estagiaram grandes futuros calculistas e eméritos professores de cálculo estrutural das Escolas de Engenharia de São Paulo.
São de autoria do Engenheiro João Birman, os projetos estruturais:
A Biblioteca Municipal, na Praça D. José Gaspar, junto à Rua da Consolação, um dos marcos históricos da cidade construído no final da década de 30; assim como os Portais Monumentais do túnel 9 de julho, junto a Praça 14 Bis;
Edifício dos Diários Associados, na Rua 7 de abril, nº 230, construído na década de 40, década em que, também, construiu vários edifícios da Rua Barão Itapetinga, Rua Marconi, Praça D. José Gaspar, Rua Boa Vista, etc.;
Edifícios do Cinema Marrocos, Cinema Art. Palácio;
Edifício do Jornal “O Estado de São Paulo” e Hotel Jaraguá, na Rua Martins Fontes, nos anos de 1950.
Birman foi o principal projetista estrutural, com mais de centenas de edifícios, das Construtoras: Waldomiro Zarzur, Paulo Taufik Camasmie, Roberto Lutfy, Camilo Deccache, Construtora Rizkallah e diversas outras.
Projetou o edifício Viadutos, localizado no Viaduto Jacareí, edifício Planalto na Maria Paula e edifícios Brasilar na Praça das Bandeiras, no entorno da Câmara municipal de São Paulo com projetos do Engenheiro João Birman são representativos da pujança da cidade de São Paulo, que marcaram época quando era chamada de “O Maior Centro lndustrial da América Latina.”
Birman foi o principal projetista estrutural, com mais de centenas de edifícios, das Construtoras: Waldomiro Zarzur, Paulo Taufik Camasmie, Roberto Lutfy, Camilo Deccache, Construtora Rizkallah é diversas outras.
Os fatos acima demonstram a importância desta homenagem destinada a preservar a história de nossa cidade.
Dessa forma, justifica-se a importância desta denominação.
Por sua extremada dedicação à sociedade e compromisso com a engenharia e o povo brasileiro, em justa homenagem, pretende o proponente o apoio dos nobres vereadores.

Imprimir Versão para Impressão