Discursos

26/06/2013

Pela instalação da CPI dos Transportes

Sr. Presidente, Srs. Vereadores, público que lota a galeria no dia de hoje, telespectadores da TV Câmara São Paulo, o discurso do nobre Vereador Alessandro Guedes é algo que a sociedade não aguenta mais. Esse discurso que fala do PSDB, do PT, PSDB, PT, PSDB, PT…

Não tenho a menor dúvida de que o PT vem produzindo esse discurso há muito tempo. Não é à toa que cada vez que temos um debate ou uma discussão sobre a cidade de São Paulo, o PT traz à baila o Estado, o Sr. Governador, entre outros, obviamente, porque quer ganhar a eleição do próximo ano. Mas o povo não é bobo. Ele, quando vai às ruas, não está reclamando do PSDB ou do PT. Ele está reclamando dos serviços públicos, que são um lixo. Ele está reclamando da quantidade de impostos que se pagam, que é uma montanha de dinheiro para todos os Governos. Está reclamando que os políticos, em geral, não o representam mais. Então, temos uma crise de representação.

Não adianta ficar falando “por que fulano não fez, o outro não fez ou que ninguém quer fazer”. Não vai sobrar pedra sobre pedra.

É preciso agora ter um pouco de consciência sobre os fatos, consciência daquilo que está acontecendo não só na cidade de São Paulo. Ainda que tenha começado aqui após um aumento de tarifa, o movimento se alastrou por todo o Brasil, cobrando mais seriedade no gasto público.

Não é só que o serviço público seja um lixo em geral, mas o gasto público é enorme para um serviço que é um lixo. A arrecadação de impostos é enorme, uma das mais altas no Brasil, e a população não tem retorno, a sociedade não sabe onde o dinheiro é gasto.

Quando propomos uma Comissão Parlamentar de Inquérito não agimos contra ninguém. Não é contra o Governo, mas a favor das pessoas, do cidadão, da transparência. É para saber sobre esse contrato, que foi assinado em 2004 pelo Secretário Jilmar Tatto, que está valendo até hoje e seria novamente assinado, numa nova licitação de cartas marcadas, que o Prefeito Haddad, graças à pressão popular nas ruas, acabou cancelando na tarde de ontem. Cancelou mais esse contrato fraudulento que seria firmado entre a Prefeitura de São Paulo e as empresas concessionárias do serviço de transporte coletivo.

É disso que se trata. E a situação é tão grave que o Prefeito cancelou a licitação que o Secretário Tatto queria fazer ontem. Isso não é graças só a nossa mobilização, muito menos por nós, muito mais pela mobilização do povo na rua, mostrando a barbaridade que seria renovar esse contrato, ou licitar novamente contratos de cartas marcadas.

A CPI é para abrir uma caixa preta, ou caixa rosa, seja a cor que for, que é exatamente a conta sistema. Contamos com V.Exa., Presidente José Américo, para que nos apoie nesta causa. Temos de saber o que é a conta sistema e como funciona.

Hoje, pela manhã, ligou-me o ex-Secretário Frederico Bussinger, que foi um grande secretário em São Paulo e disse: “Tive dificuldades”. Todos os secretários de transportes terão dificuldades com essa verdadeira máfia do transporte coletivo que existe em São Paulo. A única forma de acabar com essa máfia é abrindo as contas, são os dados abertos, é a transparência que o Governo não quer. (Palmas)

Ontem, o Líder do Governo foi contra, votou contra e fez o PT constrangidamente votar contra também. Quero ver o PT na tarde de hoje, quero ver como o PT vai se manifestar. O PT e seus colegas, companheiros camaradas do PC do B. Quero ver. Não só porque uma parte do povo está aqui, mas porque a pressão é enorme. A mídia está divulgando para todos os lados quem é quem, quem está do lado de quem e como as coisas estão funcionando.

Portanto, Presidente José Américo, nós, a Bancada de Oposição ao Governo, nesta Casa, o PSDB, posicionamo-nos independentemente, nobre Vereador Alessandro Guedes, de Assembleia ou Congresso ou seja lá o que for. Daqui a pouco, V.Exa. estará nas Nações Unidas, discutindo PT-PSDB. Não é isso que nós queremos discutir mais. Chega de PT-PSDB.

Nobre Vereador Senival Moura, V.Exa. que conhece tanto os transportes tem de apoiar a CPI. Apoie a CPI, nobre Vereador Senival. Apoie porque V.Exa. conhece bem o tema.

Sr. Presidente, nós da Oposição, nesta Casa, para o bem da cidade de São Paulo, pedimos que V.Exa. nos ajude a fazer o que é absolutamente correto, regimental e justo, apesar de alguns gritarem contra aqui no Plenário. Faça o certo, Presidente José Américo, vamos à CPI para dar transparência às contas, para o bem da cidade de São Paulo.

Muito obrigado, Sr. Presidente.