Projetos de Lei

11/06/2014

PDL 52/2014 – “Dispõe sobre a outorga de Salva de Prata em homenagem aos 20 anos da Casa do Zezinho, e dá outras providências”.

Projeto de Lei

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº  52/2014

“Dispõe sobre a outorga de Salva de Prata em homenagem aos 20 anos da Casa do Zezinho, e dá outras providências”.

A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E T A :

Art. 1º Fica concedida a honraria em forma de Salva de Prata com o objetivo de homenagear a Associação Educacional e Assistencial “Casa do Zezinho”, por ser referência em projetos que geram oportunidades de desenvolvimento para crianças e jovens em situação vulnerável, de grande relevância para a cidade de São Paulo.
Art. 2° A entrega da referida homenagem será efetuada em Sessão Solene previamente convocada pelo Presidente da Câmara Municipal de São Paulo.
Art. 3º As despesas decorrentes da execução deste decreto legislativo correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.
Art. 4° Este decreto legislativo entra em vigor na data da sua publicação.

Sala das Sessões,

FLORIANO PESARO
Vereador – PSDB

 

Imprimir Versão para Impressão

Justificativa

JUSTIFICATIVA

Homenagear a Associação Casa do Zezinho justifica-se por envolver instituição que presta relevantes serviços à cidade de São Paulo.

São incontáveis as razões para homenagear o trabalho extraordinário desenvolvido pela Associação Educacional e Assistencial Casa do Zezinho. A Obra Social realizada pela Casa do Zezinho no estímulo ao desenvolvimento dos adolescentes e jovens paulistanos, através de programas de educação, cultura e esporte, para o desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens em situação vulnerável, é de grande relevância.

A Associação Educacional e Assistencial Casa do Zezinho é uma organização social sem fins lucrativos, fundada no ano de 1994, para ser um espaço destinado às crianças, adolescentes e jovens de baixa renda.

A Casa do Zezinho iniciou o seu trabalho social com apenas 7 crianças. Hoje, atende mais de 1.200 crianças por ano, denominadas carinhosamente pela Associação como “Zezinhos”. São crianças, adolescentes e jovens que frequentam escolas públicas, com idade entre 6 e 29 anos, e participam diariamente de atividades de educação, arte, cultura, formação geral e em oficinas de capacitação profissional.

A Casa do Zezinho, desde sua fundação, tem sido um espaço de oportunidades para crianças e jovens em situação vulnerável. Cria condições para a formação do pensamento crítico e o desenvolvimento de potencialidades e da autoconfiança, bem como da capacidade de tomar decisões sobre a sua própria vida.

A Casa do Zezinho é um lugar de reconhecimento, de respeito, de inclusão e de amizade. Lugar de esperança para o futuro tocado pela graça da convivência, do afeto e, sobretudo, da liberdade.

A Associação se espelhou no trabalho desenvolvido pela pedagoga Dagmar Rivieri Garroux, e na sua experiência com crianças que sofreram traumas, como os filhos de refugiados políticos de zonas de conflito e de ditaduras na América Latina, crianças com problemas de aprendizagem, e do trabalho social que desenvolvia numa favela próxima de onde morava.

A Casa é voltada para a formação, a educação e o desenvolvimento humano de crianças e jovens de baixa renda. Com o passar dos anos e o aumento no número de crianças, o grupo que conta com o trabalho de voluntários, desenvolveu o Projeto Cidadania, que é um projeto pedagógico educacional que direciona as atividades da Associação, denominada de Pedagogia do Arco Íris.

Ao longo dos anos, implantaram as Oficinas Culturais, de Capacitação Profissional e Espaços de Aprendizagem, e iniciaram um novo projeto, o de Comunicação e Marketing, com o objetivo de divulgação e captação de recursos, função que antes era desempenhada por voluntários do grupo original.

A Casa do Zezinho passou a oferecer turmas de preparação para o ENEM e vestibular no período noturno para jovens adultos, com Ensino Médio concluído, no ano de 2011, como uma forma de aproveitar melhor os espaços da casa e oferecer ainda mais oportunidades para a comunidade e famílias do bairro e vizinhanças, assim, nasceu o Projeto Vagalume.

Pelo extraordinário trabalho desenvolvido pela Casa do Zezinho, dedicação à sociedade e compromisso com o povo paulistano através da difusão da educação, cultura e esporte em nossa cidade e proteção de nossas crianças e adolescentes, em justa homenagem, pretende o proponente o apoio dos nobres vereadores.

FLORIANO PESARO
Vereador – PSDB

Imprimir Versão para Impressão