Discursos

08/08/2013

Caso Siemens

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Sr. Presidente, Srs. Vereadores, quero deixar muito claro que não temos, absolutamente, nada a temer nesse debate. Como diria o velho companheiro de guerra, nobre Vereador Natalini: “Aqui não temos nada a temer.” Queremos o debate, queremos enfrentar e mostrar a transparência.
Concedo aparte ao nobre Vereador Paulo Fiorilo.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Obrigado. Quero aproveitar este momento para dialogar com V.Exa. Ontem, estava mais difícil dialogar.
No debate travado, neste Plenário ontem, V.Exa. afirmou: “Há uma investigação, mas não há nenhum nome colocado. Tragam os nomes.”
Queria deixar
Queria deixar aqui consignados alguns nomes.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Vamos lá.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Não fui eu quem trouxe.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – V.Exa. trouxe, mas está publicado.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Não fui eu quem trouxe, os nomes já saíram publicados.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Muito bem. Vamos lá.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Vou deixar aqui para V.Exa.: Jorge Fagali Neto, foi do Governo Fernando Henrique, do Governo Fleury, é uma das pessoas que estão sendo indiciadas; Eduardo José Bernini, também um dos que estão sendo indiciados; por fim, Henrique Fingermann, também está sendo indiciado. Neste caso, eu trouxe até a sua certidão de filiação no PSDB. Posso deixar para V.Exa.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Deixe.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Estou dando esses três, mas tenho uma lista maior. Aliás, a revista IstoÉ já fez isso quando publicou a matéria, trouxe uma lista: “Ainda de acordo com o depoimento…”

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Mas essa foi negada pela Siemens. O próprio depoente disse que a IstoÉ mentia. Foi negado.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Não, tudo bem. Mas eu queria trazer aqui porque é fato a ser investigado. Posso dar a lista.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – É fato a ser investigado.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – “…O esquema do diretor da MGE, Ronaldo Moriyama, segundo o delator ‘conhecido no mercado ferroviário por sua agressividade quando se fala em subornar o pessoal do Metrô de SP e da CPTM’, Carlos Freyze David e Décio Tambelli, respectivamente ex-presidente e ex-diretor do Metrô de São Paulo, Luiz Lavorente…”. Eu poderia continuar, não vou perder meu tempo até porque tenho apenas seis segundos.
Mas queria propor o seguinte: a Assembleia Legislativa ontem tinha uma reunião para poder convocar os ex-presidentes do Metrô. Infelizmente, o PSDB não deu quórum. O que nós pedimos aqui é, como a Câmara aprovou uma CPI para discutir o transporte, averiguar as planilhas e as tarifas, propor que a CPI na Assembleia fosse instalada.
Ouvi hoje de manhã o Sr. Secretário de Transportes dizer que o Sr. Governador pediu para escancarar tudo.
Vamos fazer isso. Só isso.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Estou de acordo. Não para fazer a CPI chapa branca que estamos fazendo aqui, não é, Presidente Paulo Fiorilo? Presidente da CPI chapa branca.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Nem chapa branca V.Exas. querem fazer lá.
Lá V.Exas. têm medo de CPI.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Veja, nobre Vereador Fiorilo, não que não queiramos fazer CPI, é que não fazemos CPI chapa branca.

O Sr. Paulo Fiorilo (PT) – Mas não fazem nenhuma.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Vamos fazer. Veja, a CPI é para investigar, o CADE está fazendo o que exatamente? Está investigando? Porque, por enquanto, ele vem vazando informações em pílulas – que o Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso parece que não conhece isso, não é? Conhece superbem.
Se alguém conversar com a imprensa e perguntar quem é o Ministro José Eduardo Cardoso, não precisa ser jornalista de Brasília, não, qualquer jornalista político sabe que S.Exa. cria e vaza fatos e inventa histórias. Isso é notório no meio da imprensa.
Agora, o CADE está ou não está investigando?
Os nomes que o nobre Vereador Paulo Fiorilo trouxe aqui são de outro caso que está sendo investigado que é da Alstom, não é da Siemens. São coisas diferentes. Tem de investigar tudo.
É curioso que estamos em 2013 e a investigação, no caso da Alstom, remonta a 1998. O Ministério Público fez uma série de inquéritos de investigação e arquivou.
Ontem a nobre Vereadora Juliana Cardoso veio aqui e disse: “Está vendo, agora vai desarquivar”. Desarquive. Eles arquivaram porque não tinha nada. Vão dizer que não tinha provas. Não tinha nada. A denúncia era vazia.
Esta denúncia do CADE não é vazia, há culpados. São empresas internacionais que fizeram conluio, um cartel para vender mais caro para o Brasil, para vender mais caro para outros 20 países.
A Siemens, que fez esse cartel e está no CADE, hoje trabalha com o Governo Federal na Refinaria Premium, no Maranhão, 40 bilhões; na Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, 23 bilhões; na Refinaria Premium II, no Ceará, 22 bilhões; no Comperj – Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro.
A maioria das obras do PAC que estão em andamento – porque a maioria não está –, mas as que estão em andamento têm Siemens no meio.

O Sr. Wadih Mutran (PP) – V.Exa. vai me conceder um aparte?
vai me conceder um aparte? Está acabando o tempo, resta um minuto só.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Não tenho tempo, nobre Vereador Wadih Mutran.

O Sr. Roberto Tripoli (PV) – V.Exa. me concede um aparte, nobre Vereador Floriano Pesaro?

O SR. WADIH MUTRAN (PP) – V.Exa. não tem tempo para escutar a verdade.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – V.Exa. é o dono da verdade? Eu quero entender se o nobre Vereador Wadih Mutran é o dono da verdade. Não vou conceder aparte.
Sr. Presidente, eu peço que meu tempo seja reconstituído.

O SR. WADIH MUTRAN (PP) – V.Exa. fala em CPI chapa branca, não é para falar. Denuncie onde está a chapa branca.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – É chapa branca. As exceções são os nobres Vereadores Tripoli e Tuma, este da Oposição, todos os outros são chapa branca. Quero a restituição do meu tempo.

O SR. PRESIDENTE (Marco Aurélio Cunha – PSD) – V.Exa. terá seu tempo restituído.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Eu não posso falar com o nobre Vereador Wadih Mutran gritando no plenário. Numa hora o nobre Vereador está atendendo ao telefone, na outra está gritando, daí não consigo falar.
Usina do Rio Madeira, parques eólicos, Belo Monte, Petrobras, trem bala, tudo isso tem a Siemens no meio. Agora, o fato é o seguinte: o PSDB fez uma licitação internacional, e no caso do Metrô a licitação era nacional, por determinação do ex-Governador José Serra. Sabe o que aconteceu? Conseguimos romper o conluio e o cartel dessas cinco grandes empresas e entrou uma empresa da Coreia pela primeira vez no Brasil para vender metrôs e trens.
É importante que tenhamos essa transparência no que está sendo dito. Primeiramente, esses casos todos que estão vazando em pequenas doses, dizem os petistas – inclusive, o Ministro Eduardo Cardozo – que é para sangrar o PSDB. O Ministro Cardozo chegou a dizer que estávamos com os nervos à flor da pele. Veja se um Ministro da Justiça de um país que se preze pode vir a público falar do maior partido de oposição dessa forma. É desrespeitoso, mas muito pior do que o desrespeito é o vazamento de informações de um órgão, no caso o CADE, que é subordinado ao Ministro.
O CADE está estudando o conluio e o cartel em oito estados da Federação. Mas, para o Partido dos Trabalhadores, só interessa vazar o que está sendo investigado em São Paulo. Não é o Sr. Serra, o Sr. Mario Covas, não é o Governador Alckmin, são os governos deles, os governos tucanos para fazer sangrar o PSDB.
O PSDB tem honra, postura, não tem ninguém indiciado, processado, condenado e vamos continuar assim, defendendo o patrimônio público, o menor preço, a concorrência justa e, acima de tudo – gloriosa Bancada do PSDB nesta Casa – o interesse público.