Noticias

17/09/2014

Casa do Zezinho: 20 anos colorindo a periferia de São Paulo

Casa_do_Zezinho

Tia Dag e Saulo Garroux receberam a Salva de Prata.

Em uma noite emocionante, diversas pessoas se reuniram na Câmara Municipal de São Paulo para prestigiar a homenagem do vereador Floriano Pesaro à Casa do Zezinho.

“Hoje os 55 vereadores se curvam aos pés da Casa do Zezinho. Somos nós que agradecemos pelos 20 anos de trabalho realizado pela tia Dag e seus colaboradores em uma das regiões mais perigosas de São Paulo”, destacou Floriano, que concedeu uma Salva de Prata à instituição.

A Associação foi criada pela tia Dag (Dagmar RivieriGarroux) em 1993, que viu a necessidade de um espaço que acolhesse adolescentes da periferia da zona sul da capital.O projeto começou com sete crianças. Todos os dias elas se reuniam em sua casa para fazer atividades artesanais e passar o dia.

Tia Dag inaugurou a Associação Educacional e Assistencial Casa do Zezinho, que é um espaço de oportunidades e desenvolvimento para crianças e jovens em situação vulnerável. Lá são oferecidas atividades como: gastronomia, Web 2.0, aulas de música, oficina de costura, esportes, entre outros. A família também tem acompanha-mento por meio do “Família Zezinho”: os pais recebem orientação e encaminhamento para a rede de atendimento pública de acordo com suas necessidades.

Atualmente, 1.200 zezinhos (forma carinhosa como são chamadas as crianças que participam do projeto) de baixa renda entre seis e 29 anos são atendidos na instituição.

“São 20 anos de uma vida dedicada a centenas de filhos, são 20 anos de uma vida de sonhos, angústias, mas também de sorte. Eu ganho todos os dias mil beijos, ninguém mais ganha isso”, disse tia Dag, que usa a Pedagogia do Arco-Íris na implementação dos projetos.