Noticias

13/05/2010

Meio ambiente em 140 caracteres do Twitter

Presidente da Comissão Extraordinária de Meio Ambiente da Câmara Municipal, o vereador Floriano Pesaro debateu ontem (11/05) com internautas, via Twitter, questões relativas ao meio ambiente, em especial temas como coleta de lixo, reciclagem, lixo eletrônico, arborização da cidade e educação ambiental. Floriano é considerado um político 2.0, em virtude da utilização de redes sociais como Twitter, Chat, Facebook, blogs e Orkut, como meio de facilitar a participação dos cidadãos na vida pública do município.

“Como presidente da Comissão do Meio Ambiente, vou estimular ações do desenvolvimento socioeconômico-ambiental”, escreveu Floriano (@Floriano45), em 140 caracteres, sob a tag #meioambiente. No debate, Floriano recomendou parceiros que tratam da questão do meio ambiente, como Planeta Sustentável (@psustentavel), Salve o Planeta (@SalveoPlanet) e Lixo Eletrônico (@lixoeletronico), e elogiou a Lei 13.576 /2009, que institui normas e procedimentos para a reciclagem, gerenciamento e destino lixo tecnológico. O PL 616/2009, de sua autoria, também foi debatido no Twitter, pois trata de normas, prazos e procedimentos para gerenciamento, coleta, reutilização, reciclagem e destino de produtos tecnológicos. “O PL0 do @Floriano45 é o + completo: contempla toda a gama de tipos de eletrônicos”, escreveu Dilze Lima (@Dilze). Almir Vieira (@AlmirVieira) opinou que, no Brasil, os fabricantes deveriam recolher seus produtos de lixo eletrônico.

Educação ambiental também foi debatida no Twitter. Para Rogério Lopes (@EngRogerioLopes), educação ambiental deve começar nas escolas. “Educação ambiental é um dos pilares do desenvolvimento sustentável. É bom para a cidade e ótimo para população. Deveríamos, sim, começar pelas escolas públicas para conscientizar crianças e adolescentes”, rebateu Floriano.

O grupo Amigos do Alckmin (@AmigosdoAlckmin) entrou no debate para questionar sobre planejamento ambiental da cidade, uma vez que São Paulo tem uma política de resíduos que é pertinente à discussão sobre o papel das empresas "pós-consumo". Sobre pólos geradores de trânsito, Floriano concordou com o internauta Alexandre Trindade (@AleAventureiro), que defende a obrigação de plantio de árvores e criação de áreas verdes no entorno destes locais.

Além de endereços de Ecopontos e de cooperativas de reciclagem de lixo, Floriano escreveu também sobre a Reciclázaro (@reciclazaro), que completa uma década de atuação no apoio a populações em situação de risco social, por meio da geração de renda. Recomendou a todos dica dado pelo internauta Caco Moreira (@cacomoreira) sobre a cidade de Sttuttgart, na Alemanha, que decidiu não enterrar mais lixo há 10 anos e hoje tem até lucro com uma gestão sustentável.

Planeta Sustentável (@psustentavel) escreveu sobre a “Sustentabilidade Mobile”, um aplicativo que identifica produtos "verdes" pelo código de barras!, recomendado por Floriano, assim como a sugestão do Coletivo Verde (@coletivoverde) sobre sapatos feitos com televisão reciclada! (http://bit.ly/cUEKn6).

Na Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, Floriano irá promover audiências públicas para tratar sobre os temas.