Noticias

10/02/2010

Loja Social reabre suas portas

Depois de uma repaginação no visual, agregando um espaço mais charmoso e moderno, a Loja Social foi reaberta ao público. Da Secretaria Municipal de Assistência Social, o projeto de geração de renda tem como objetivo vender produtos desenvolvidos por artesãos que buscam uma autonomia e inclusão social atendidos por organizações sociais conveniadas. A capacitação é desenvolvida pelo Programa de Incentivo à Rede de Comércio Solidário.

Desde 2006, os itens produzidos pela Loja Social (bijuterias, luminárias e peças de decoração, entre outros) vêm sendo expostos em lugares de expressão e credibilidade, como no Conjunto Nacional, na praça Benedito Calixto e outras feiras de artesanato. A Loja Social procura fazer intermediações entre as entidades e os parceiros privados para cessão de espaços, beneficiando adolescentes em serviços de proteção jurídica e social, albergados, catadores, deficientes físicos ou mentais, idosos, mães de adolescentes em medidas sócio-educativas e mulheres vítimas de violência doméstica.

Lei 14.949
De autoria do vereador Floriano Pesaro, o projeto que institui o Programa de Incentivo à Rede de Comércio Solidário da Cidade de São Paulo foi sancionado pelo prefeito Gilberto Kassab,em julho de 2009, e virou a Lei 14.949/09. “Esta lei é um grande avanço para o município e proporcionará geração de renda e inclusão social”, diz Floriano.

Pautada pelos princípios da economia solidária, esta medida beneficia as organizações sociais que desenvolvem produtos artesanais com potencial de comercialização. Elas vêm participando de cursos de capacitação, feiras para exposição dos produtos e outras ações de apoio a comercialização, incrementando as vendas e o aumento da renda de seus usuários.

“Os resultados colaboram com a conquista da autonomia e inclusão social dos usuários, a inserção no mercado produtivo e a geração de renda. O comércio em rede busca ainda valorizar as potencialidades dessas pessoas e suas comunidades, estimulando sua organização em grupos produtivos”, afirma Floriano Pesaro.

LOJA SOCIAL
Rua Líbero Badaró, 561 – Centro
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 17h
Telefones: 3291-9664/ 9665