Noticias

14/04/2011

Câmara realiza passeio pelo Centro Novo durante Virada Cultural


No domingo (17/04), durante a Virada Cultural, a Câmara Municipal de São Paulo vai realizar uma caminhada de dois quilômetros pelos marcos históricos da educação e da cultura do Centro Novo da capital. A participação é aberta a todos e não é necessário fazer inscrição. O ponto de encontro é o Palácio Anchieta, sede do legislativo paulistano, e a saída é às 9 horas.

O Centro Novo é a região que fica do outro lado do Vale do Anhangabaú: Praça Dom José Gaspar, Praça da República, Largo do Arouche, que é ligada ao Centro Velho pelo Viaduto do Chá. Esta região ficou conhecida como Centro Novo ainda no século XIX.

O roteiro da caminhada da Câmara passará por importantes marcos artísticos e culturais, como o prédio que foi sede do jornal O Estado de S.Paulo (atualmente ocupado pelo Novotel Jaraguá), onde está um mural do artista Di Cavalcanti, projetado em 1954 e com pastilhas na parte exterior da construção. A parada seguinte será na Praça Dom José Gaspar, endereço onde está a Biblioteca Municipal Mário de Andrade, além de esculturas que homenageiam escritores como Miguel de Cervantes, Goethe, Dante Alighiere, Mário de Andrade e Camões. A caminhada vai passar também pela rua Sete de Abril, que foi um dos mais importantes pólos culturais da cidade, pois já foi sede do Museu de Arte de São Paulo (Masp), da Biblioteca Municipal e do Museu de Arte Moderna (MAM).

Seguindo pela rua Sete de Abril, chega-se à Praça da República, um dos pontos mais tradicionais de São Paulo. A praça era conhecida antigamente como Largo dos Curros, pois ali, os paulistanos do século XIX assistiam a rodeios e touradas. Na praça está um belo edifício planejado por Ramos de Azevedo, que foi sede da Escola Normal Caetano de Campos, e hoje abriga a Secretaria Estadual de Educação.

A última parada da caminhada será no Largo no Arouche, outro tradicional ponto da cidade, onde se encontra a escultura "Depois do Banho", feita em 1940, por Victor Brecheret; busto de escritores e a sede da Academia Paulista de Letras, da qual fazem parte o desenhista Maurício de Sousa e a escritora Lygia Fagundes Telles.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Presidência da Câmara Municipal.