Noticias

25/05/2010

Salva de Prata e Medalha Anchieta aos fundadores do Teatro Arena

Sob os acordes da Orquestra Jovem Magia Brasil, de Ermelino Matarazzo, o vereador Floriano Pesaro concedeu honrarias aos fundadores do Teatro Arena e à atriz Eva Wilma, pelos 55 anos de fundação da instituição. Eles foram homenageados em Sessão Solene, ontem à noite, na Câmara Municipal. José Renato e Roger Levy receberam, cada um, a Medalha Anchieta e o Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo. A Salva de Prata foi dada à instituição Teatro Arena, representado na figura da atriz Eva Wilma.

“A cidade de São Paulo precisa reverenciar a quem muito fez pela cultura paulistana e brasileira. José Renato e Roger Levy se encaixam perfeitamente nesta categoria, uma vez que levaram o nome de São Paulo aos quatro cantos do país com a idéia revolucionária do Teatro Arena. Aplausos de pé a eles e a todo o elenco que protagonizou a maior e melhor peça do Arena: a arte de representar”, discursou Floriano, proponente da Sessão Solene.

Do alto da tribuna do plenário 1º de Maio, a atriz Eva Wilma disse se sentir “honrada” com tamanha homenagem. “O Teatro Arena foi o primeiro da América Latina. José Renato e Roger Levy eram os desbravadores, os visionários. O José Renato foi meu primeiro mestre. Eu pretendia seguir a carreira de bailarina clássica e ele me encaminhou definitivamente para a carreira de atriz. Eu comecei assim bem pertinho do público”, afirmou, emocionada.

O Teatro de Arena é hoje administrado pela Fundação Nacional de Arte (FUNARTE). José Renato criou também o Teatro dos Arcos, no bairro da Bela Vista, e vai estrear em junho uma montagem de “Santa Joana dos Matadouros”, de Bertolt Brecht, dirigida por ele, no Teatro Denoy de Oliveira.

Entre fatos históricos e histórias das coxias do teatro, José Renato brincou que, quando fundaram o Teatro Arena, “nós já pensávamos que seríamos homenageados 55 anos depois”. “Quem diria que aquela pequena garagem vazia se tornaria um marco da dramaturgia brasileira”, afirmou em seu discurso.

Em seus primórdios, o Teatro Arena já revolucionava: em vez do tradicional palco italiano, os atores representavam numa arena, quase sem cenários, em meio ao público. Por sua arena passaram nomes consagrados: Eva Wilma, John Herbert, Paulo José, Dina Sfat, Flávio Migliaccio, Milton Gonçalves, Lélia Abramo, Geraldo Matheus, Myrian Muniz, Juca de Oliveira, Renato Consorte, Nelson Xavier, Raul Cortez e até o comediante Ary Toledo, entre tantos outros.

Leia discurso do Floriano.
Veja fotos do evento