Discursos

25/07/2013

22/03/2012 – Complexo Cultural Nova luz II

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – (Sem revisão do orador) – Sr. Presidente e Srs. Vereadores, em primeiro lugar agradeço o Vereador Domingos Dissei pela cessão de seu tempo integral para eu voltar a falar sobre a cultura na região da Luz, na cidade de São Paulo.
Cumprimento e agradeço pela presença aos meus colegas, inclusive aos nobres Vereadores Aurélio Miguel, Marco Aurélio Cunha, Sandra Tadeu, Russomanno, Agnaldo Timóteo, José Ferreira dos Santos – Zelão, Claudio Fonseca e Natalini, além de toda a minha bancada do PSDB.
Na manhã de ontem estive na Secretaria de Estado da Cultura para acompanhar o anúncio oficial, do Governo do Estado de São Paulo, da construção do complexo cultural na Luz: a São Paulo Companhia de Dança e a Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim.
Comigo estava o Secretário de Estado da Cultura Andrea Matarazzo que vem inaugurando na periferia da cidade de São Paulo, nas regiões mais distantes do Centro, um dos mais espetaculares projetos culturais já criados no Brasil, um dos mais bem pensados projetos de inserção, de inclusão social por meio da cultura: as fábricas de cultura. Muitos dos senhores estão acompanhando tudo isso nas regiões mais distantes do nosso Centro.
As fábricas de cultura foram pensadas no passado pelo então Governador José Serra, implantadas na atual gestão do Governador Geraldo Alckmin e do Secretário Andrea Matarazzo e estão levando à periferia, a quem nunca teve acesso a nenhum tipo de equipamento cultural toda a infraestrutura das companhias de dança e de balé e programação cultural da área do hip-hop, da de cinema e de outras que estão sendo disseminadas e democratizadas de verdade.
Serão mais de 11 fábricas de cultura na cidade de São Paulo. Quatro já estão inauguradas e funcionando, como no caso dos bairros Itaim Paulista, M’Boi Mirim, Sapopemba, Freguesia do Ó e Brasilândia. Estamos trabalhando para levar cultura à periferia, com estrutura e com recursos. O jovem que mora na periferia e vai a uma dessas fábricas de cultura ou ao Centro de Juventude Ruth Cardoso sabe da importância e da qualidade do serviço prestado, do ponto de vista cultural.
O mesmo serviço prestado na época do Prefeito José Serra na Cachoeirinha pelo o Centro de Juventude Ruth Cardoso agora está sendo ampliado como equipamento cultural de primeiro mundo. Não basta fornecer recursos a ONGs e convênios, temos de oferecer equipamentos culturais de primeira qualidade, que funcionem todos os dias da semana e que ajudem o jovem mais carente, que tem menos oportunidade, a estar cada vez mais próximo da informação, da educação e do conhecimento. Acreditamos que isso de fato transforma a sociedade.
O conhecimento e a inclusão por meio da cultura são a aposta que o PSDB faz hoje não só nas regiões periféricas, mas no Centro. Essa aposta não começou hoje, veio do tempo de Mário Covas, passou por Geraldo Alckmin, consolidou-se com José Serra e agora se amplia com o Governador Geraldo Alckmin.
Tivemos a inauguração da Sala São Paulo e do Museu da Língua Portuguesa, a reforma da Pinacoteca do Estado e do Jardim da Luz e a construção do maior equipamento cultural da região.
Equipamentos culturais naquela região já são muitos. Há bastante espaço para a cultura. Quero incluir também, além do Parque da Luz, o Museu de Arte Sacra que fica na Av. Tiradentes e também é um importante equipamento cultural.
Todo esse Complexo, que é o maior da América Latina, com equipamento de transporte público de qualidade que são os trens da CPTM e as diversas estações de Metrô da Luz e Tiradentes que há na região. Há agora a integração no Metrô República da Linha Amarela com a Linha Vermelha; a Linha Azul que passa na Av. Tiradentes; a Linha-1, a Linha-2 e a Linha-4.
É, de fato, um local privilegiado do ponto de vista do acesso da população mais carente que vem de longe, da região metropolitana e de outras regiões do Estado. É um acesso privilegiado, sem dúvida alguma, e é o investimento que o Governo do Estado de São Paulo faz para consolidar aquele espaço da Luz como o maior polo cultural da América Latina. Acreditamos que podemos transformar aquela região pela inserção dos equipamentos culturais.
Podemos transformar aquela região desapropriando, como temos feito, e transformando parte da desapropriação em áreas verdes. Ao lado da Sala São Paulo, temos a Praça Júlio Prestes. Logo em seguida, um pouco mais adiante, na Av. Duque de Caxias, temos a Praça Princesa Isabel e logo atrás, o antigo Palácio do Governo do Estado, o Palácio dos Campos Elíseos.
Portanto, nobre Vereador Aurélio Miguel, V.Exa. que acompanha bastante a cultura também na região do Butantã sabe a importância que é a cultura para o desenvolvimento dessas regiões mais carentes.
O nobre Vereador Claudio Fonseca me lembra de que também há um forte investimento habitacional que o Governo do Estado vai fazer através de Parcerias Público-Privadas – as PPPs. Têm a inserção da CDHU, mas o principal são as PPPs. Como funcionarão as PPPs? O Governo do Estado vai desapropriar grande parte daquelas quadras, daqueles lotes, daqueles quarteirões que estão degradados. E, em seguida, após a desapropriação de uma área que tem pouco valor econômico hoje, o Governo do Estado vai, em parceria com construtoras, construir Habitações de Interesse Social, habitações populares para povoar aquela região de forma mais decente e correta e as pessoas possam ter uma qualidade de vida maior.
Portanto, todo esse projeto que vem sendo feito e desenhado, inclusive por companhias internacionais como é o caso da Companhia City, por parte da cultura. E é isso que eu queria ressaltar. Parte da ideia do Sr. Andrea Matarazzo, Secretário de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, do ex-Governador José Serra e do Governador Geraldo Alckmin de transformar aquela região em um verdadeiro farol iluminado da cultura, da erudição, mas de forma democrática, ou seja, com atividades gratuitas e com acesso aos meios de transporte coletivos para que a população de menor renda possa usufruir.
Mas, não quero, Sr. Presidente, simplesmente enaltecer a parte da cultura, fundamental para o processo de revolução que estamos realizando naquela região. Quero também destacar as operações que o Governo do Estado vem fazendo preventivamente e previamente para que tenhamos uma região um pouco mais equilibrada do ponto de vista do desenvolvimento social.
Com coragem e determinação o Governador Geraldo Alckmin fez uma intervenção que se iniciou como intervenção policial e termina agora como uma intervenção socioassistencial com forte atuação da Secretaria da Saúde.
Lá temos o CRATOD – Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas -, ao lado do Parque da Luz, que funcionava apenas um período. E agora, por determinação do Governador Geraldo Alckmin, está funcionando 24 horas por dia.
Curiosamente, grande parte do atendimento a jovens e adultos drogados tem se dado nas madrugadas, provavelmente quando passa o efeito das drogas, eles entram numa abstinência e vão se tratar, procurar ajuda no momento em que estão mais lúcidos.
Concedo aparte ao nobre Vereador Agnaldo Timóteo.

O Sr. Agnaldo Timóteo (PR) – Nobre Vereador Floriano Pesaro, essa iniciativa chegou muito tarde. O PSDB está no Governo do Estado de São Paulo desde 1983. Então, demorou muito.
Já era tempo de termos em São Paulo tudo o que seja necessário para que esses jovens não se destruam com as drogas, para que possam ser imediatamente atendidos em estabelecimentos do Governo do Estado e até mesmo da Prefeitura.
Desejo boa sorte ao Sr. Geraldo Alckmin e para toda sua equipe.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Lembrando, nobre Vereador Agnaldo, que tudo isso está sendo feito sem um centavo do Governo Federal.

O Sr. Agnaldo Timóteo (PR) – São Paulo é muito rico e não precisa do dinheiro do Governo Federal.

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – É muito rico. E tem muitos problemas também, porque tem 11 milhões de habitantes.
Agora é injusto, porque o nobre Vereador Natalini esteve nesta tribuna agora há pouco e afirmou claramente que o Governo Federal está sucateando o Sistema Único de Saúde, quando este não aumenta os valores das consultas, dos repasses.
Aliás, um médico me disse esta semana que uma consulta no SUS hoje está em torno de sete reais. É isso, nobre Vereador Natalini?
O nobre Vereador Natalini está me informando que custa R$ 7,80. Um médico leva até 10 anos para se formar, e o Governo Federal quer pagar apenas R$ 7,80 por consulta. Esse é o Sistema Único de Saúde.
O nobre Vereador Agnaldo falou do período em que o PSDB está no governo. Mais ou menos, porque o PSDB nem existia em 1982, foi fundado em 1988, enfim.
Mas há quanto tempo o governo petista está no governo? Dá para aumentar a verba do SUS. Então, é sucatear mesmo.
E o Ministério da Saúde faz propaganda, levanta bandeiras, para não resolver o problema. Essa é uma prática. Mas estamos fazendo.
Quero aqui deixar claro, e depois distribuirei a todos, que estamos agindo na região da Luz com a devida persistência, como diz o nobre Vereador Geraldo Alckmin; com a devida frequência, como diz o Secretário Andrea Matarazzo.
Sou otimista, não olho pelo retrovisor; estou olhando para frente.
Obrigado.