Noticias

19/03/2012

Jovem, o seu voto é fundamental

Vivemos um momento de desesperança na política. Jovens, que na década de 60 foram às ruas contra a ditadura, se tornaram pais (e avôs) de uma geração que não encontrou na prática o sonhado futuro almejado pelos seus antecessores.

São meninos e meninas que perderam a fé no Poder Público. E não é para menos. Após tantos escândalos de corrupção e roubalheira, como continuar acreditando no político?

Mas é justamente nesta juventude que reside o nosso futuro. Quanto mais cedo começa o engajamento na política, mais rápido conseguiremos construir uma sociedade mais justa e mudar a cara da política no nosso País.

Por isso, jovem, o seu voto é fundamental. Você, que tem entre 16 e 18 anos, pode desenhar o seu futuro e o da sua cidade. Até o dia 9 de maio – seis meses antes das eleições municipais marcadas para outubro – você pode tirar o título pela primeira vez ou transferir o seu domicílio eleitoral. Lembre-se: 9 de maio é o último dia!

A escolha de um bom candidato para prefeito e vereador pode significar uma reviravolta positiva na sua vida.

Acompanhe a agenda dos candidatos. Analise o passado político de cada um para fazer a melhor escolha.Observe quem tem projetos para juventude e ideias que podem melhorar as condições do ensino e a estrutura urbana do seu bairro. Fique de olho também no candidato que se preocupa com o meio ambiente e trabalha por uma cidade sustentável. Significa que ele está atento à qualidade do mundo em que você irá viver e construir a sua família.

Você, que é professor e diretor de escola, também exerce um papel fundamental na participação do jovem no processo eleitoral. Muitos teriam interesse em votar, mas não sabem como tirar o título de eleitor ou como escolher a zona eleitoral. Outros nem mesmo sabem que podem votar. A escola tem um papel fundamental para a construção do cidadão do futuro.

Professor, inclua o tema das eleições na sala de aula. Oriente seus alunos a se tornarem cidadãos atuantes. Diretores, convidem os candidatos das próximas eleições a apresentarem os seus trabalhos aos alunos da sua escola e tirar dúvidas sobre o dia-a-dia do político. Organizem mutirões para os alunos da sua escola tirarem todos juntos, o título de eleitor.

Vamos encurtar a distância que separa o agente público do cidadão. Vamos trabalhar para que o jovem seja mais participativo e tenha vontade de contribuir com as decisões do futuro do nosso País.

O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos e facultativos para jovens entre 16 e 18 anos e os maiores de 70. O jovem que completar 16 anos até 7 de outubro (dia do 1º turno) pode votar nas eleições gerais de 2012, desde que solicite seu título até 9 de maio.

Perguntas mais frequentes….

1 – Como obter meu título de eleitor pela primeira vez?
Você pode solicitar sua inscrição pela internet, através do sistemaTítulo NET. É só preencher os dados solicitados, escolher um local de votação dentre os disponíveis e comparecer ao cartório eleitoral ao qual pertence a rua em que você reside em até cinco dias corridos, munido de:
- RG original ou certidão de nascimento;
- Comprovante de endereço
Caso haja dúvida quanto ao cartório a ser procurado e o seu endereço, ligue para a Central de Informações ao Eleitor, no telefone (11) 3130-2100, ou consulte em"Endereços dos Cartórios Eleitorais".
2 – O título fica pronto na hora?
Sim, em todos os municípios do Estado já está implantado o sistema que permite a emissão do título na hora.
3 – Para que eu preciso de meu título de eleitor?
O título é emitido, com a respectiva numeração, para o cidadão que se inscreve como eleitor. A inscrição eleitoral habilita o cidadão a participar da vida política de sua comunidade. O título é exigido em várias ocasiões, como por exemplo: pelo empregador no momento de sua contratação; após cada eleição, para comprovar a quitação eleitoral; para tirar ou renovar o passaporte; para tirar CPF e recadastramento de contribuintes isentos (pela Internet); para matrícula em colégios e faculdades; para inscrição em concurso público e, ocorrendo aprovação no mesmo, para posse no cargo, etc.

4 – Se eu mudar de bairro, dentro da mesma cidade, devo transferir meu título?
Essa providência somente será necessária se o local de seu novo endereço pertencer a outra zona eleitoral. Em caso de dúvida, ligue para a sua zona eleitoral e informe-se ou pesquise no site do TRE-SP, através do CEP e número de sua residência, a qual zona eleitoral está vinculado seu novo endereço.