Noticias

21/11/2012

Lutar por justiça social é a missão de Floriano Pesaro

No dia 21 de novembro, Floriano Pesaro presidiu a sessão solene em homenagem ao Dia da Consciência Negra. Alguns estranharam o fato de um vereador branco presidir um evento que marca uma data importante –20 de novembro, aniversário da morte de Zumbi dos Palmares– e fomenta a reflexão sobre igualdade racial. De fato, um homem branco, no Brasil, jamais conhecerá, na pele, a dor do racismo. Também não notará o sutil olhar discriminatório que as pessoas lançam em certos ambientes de maioria branca. No entanto, a experiência de Floriano como sociólogo, vereador e, principalmente, como secretário de assistência social, deu-lhe todos os elementos necessários para que ele possa, hoje, entender o quão cruéis são a injustiça e a exclusão social em nosso país.
O inconformismo diante da realidade e o desejo de acabar com as desigualdades são dois sentimentos que não dependem da cor da pele ou da condição social. Caráter, coragem e solidariedade não têm cor nem aparência. Mas a tolerância e a união de pessoas diferentes com um só objetivo podem, de fato, mudar um país. Floriano é um parlamentar que está sempre à disposição para atuar na luta para diminuir abismos sociais.
O vereador participou também da solenidade de posse do Conselho da Diversidade Sexual. Foram empossados 11 conselheiros, representantes dos segmentos LGBTT em São Paulo, que terão agora a missão de elaborar políticas públicas contra a homofobia e a favor da tolerância da diversidade.
Também em novembro, o Conselho Estadual da Condição Feminina reuniu-se na Câmara para homenagear quatro conselheiras com a medalha Ruth Cardoso, formando, assim, o Conselho da Medalha. O vereador Floriano Pesaro (PSDB) compareceu ao evento e relembrou a importância do incentivo de Ruth Cardoso (in memorian), mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em sua carreira política. “Ruth foi importante em toda a sua militância como feminista, como lutadora pela garantia de direitos e defesa da igualdade da justiça social. E a reunião do Conselho hoje que presta homenagem a mulheres que se destacaram ao longo desse ano por seu trabalho social, especialmente no combate à violência física, moral e sexual contra a mulher na cidade e no Estado de São Paulo”, destacou.