Discursos

25/07/2013

07/08/2012 – Visita às obras do Monotrilho Zona Leste

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Sr. Presidente, aprendi com os escoteiros a estar sempre alerta para que possamos utilizar o Pequeno Expediente trazendo uma palavra aos nossos eleitores, telespectadores e Colegas Vereadores. Aproveito para cumprimentar os meus Colegas de bancada do PSDB.
Sempre lembro neste Plenário sobre a importância que o Governo do Estado vem dando ao transporte sobre trilhos. A despeito do que a Oposição diz, o transporte sobre trilhos na cidade de São Paulo está sendo ampliado em número de linhas, em quilômetros de trilhos e em número de usuários.
Sr. Presidente, Vereador José Police Neto, V.Exa. que também é um conhecedor desse assunto, conhece muito bem a dificuldade de prestar um serviço de qualidade atendendo a uma demanda reprimida.
Há um plano de expansão do metrô que vem sendo implantado com seriedade e efetividade, além da modernização dos trens da CPTM. Somente nesses últimos meses conta com a aquisição dos quatro primeiros novos trens da Linha 8-Diamante, que liga a zona Oeste de São Paulo – região onde tenho forte atuação como Parlamentar – começando pela Estação Júlio Prestes até Itapevi na Grande São Paulo. Mas, os investimentos não param por aí e prezam pela qualidade do serviço que está sendo prestado. Essa é uma determinação do Governador Geraldo Alckmin. Não vou poder exibir um vídeo nesses cinco minutos.
Hoje pela manhã visitei o monotrilho da Vila Prudente/Cidade Tidarentes, uma obra monumental, que está sendo construída com as ferramentas mais modernas para transportar mais de 48 mil passageiros/hora no sentido Centro-Cidade Tiradentes; Cidade Tiradentes-Centro. Estava lá o ex-Governador Alberto Goldman.
Hoje, esse percurso leva aproximadamente duas horas e será reduzido a mais ou menos 40 minutos. Ou seja, o cidadão paulistano sairá da Cidade Tiradentes e dos demais distritos, inclusive Vila Prudente, Parque São Lucas, Oratório, Imigrantes, e virá – através do monotrilho – para o Centro da cidade de São Paulo em menos tempo. Também teremos a expansão da Linha 2 – Verde, que avançará ao longo da avenida Luiz Inácio de Anhaia Melo até Sapopemba, Metalúrgicos e Estrada do Iguatemi.
Quero esclarecer que a velocidade do monotrilho é muito semelhante à do metrô: em torno de 80 km/h na máxima, com uma média operacional de 36 km/h. O monotrilho é um equipamento sustentável, porque é movido a energia elétrica e não gera poluição; e tem um ruído operacional reduzido, porque é operado sobre pneus.
Quando o monotrilho estiver em operação, os moradores da zona Leste de São Paulo poderão efetuar o percurso da Cidade Tiradentes até a Vila Prudente em mais ou menos 50 minutos, um ganho imenso de qualidade de vida.
O Governo do Estado de São Paulo, no seu Plano Plurianual 2012-2015, está investindo 60 bilhões de reais no transporte sobre trilhos. Sabemos que essa é a solução para a cidade de São Paulo. Não temos aqui a intenção do blá blá blá, como faz a Oposição não só nesta Casa, mas em geral. Fazemos de forma objetiva, concreta. No nosso plano de mobilidade para a cidade de São Paulo, o transporte sobre trilho está sendo absolutamente priorizado.
Muito obrigado.