Discursos

08/08/2013

01/09 – Portal Tucano

O SR. FLORIANO PESARO (PSDB) – Sr. Presidente, tenho boas notícias para trazer a esta Casa e aos eleitores, especialmente aos eleitores da cidade de São Paulo. E aproveito a TV Câmara São Paulo para me comunicar.
Sr. Presidente, Líder do PSDB, Vereador Carlos Alberto Bezerra, vivemos a era da informação, a era do conhecimento. E o melhor é que temos à nossa disposição as ferramentas, especialmente as cibernéticas, as da internet, cada vez mais sofisticadas e cada vez mais acessíveis ao público. Isso se deve, em grande parte, à política desenvolvida no Estado, pelo Governador Geraldo Alckimin, e pelo atual Governador, o Sr. José Serra, com o Acessa São Paulo, cujos telecentros estão espalhados por todo o Estado. Na cidade de São Paulo, vimos o aprimoramento dos telecentros na gestão Serra-Kassab.
Entretanto, para que todos possam acessar cada vez mais a internet, é preciso que o mundo político também compreenda esse fenômeno de mudança na comunicação entre a política, o político e o cidadão. Daí a ideia de que os políticos possam utilizar, cada vez mais, essas ferramentas: site, blog, chat, Orkut, Facebook, torpedos, Twitter e tantos outros.
Eu mesmo tenho não apenas o meu site – http://www.florianopesaro.com.br –, mas também doisblogs. Em um deles, trato sobre questões da cidade; no outro – intitulado Orgulho de Ser Político –, discuto sobre política, porque não podemos nos deixar levar pelo que acontece em Brasília, cuja desmoralização da classe política, acredito, muitas vezes seja patrocinada. Isso não leva a lugar algum. Aliás, não conheço sociedade, contemporânea ou antiga, que tenha superado a etapa da ligação entre a população e os seus representantes.
Mas a verdade é que empresas e pessoas – físicas e jurídicas –, quase todos, já perceberam a importância de se comunicar com os seus clientes, os seus parceiros, os seus consumidores. E na política não pode ser diferente. O homem público eleito democraticamente pelo povo precisa se comunicar com os seus eleitores, com os seus representantes, com os seus representados. Para isso, deve levar ao munícipe o máximo de informação possível, e a maior transparência, o que a internet tão bem oferece ao cidadão e ao político. Afinal, a comunicação é um serviço de prestação de contas e de transparência.
Por isso, tenho orgulho de que o nosso partido, o PSDB, esteja em consonância com essa tendência mundial de interatividade.
O partido lançou na semana passada o Portal Tucano, o mais completo site de comunicação de um partido com os seus militantes e com a sociedade em geral. No portal, estão disponibilizados textos, áudios e vídeos, espaço para chats e links para assuntos correlatos do partido; a TV Tucana, com entrevistas, pronunciamentos e reportagens; e até um dicionário, o Tucanopédia, com o perfil de todos os filiados – cerca de 150 mil em todo o Estado. Será uma ferramenta de troca de ideias e um canal de disseminação dos ideais do partido.
Essa iniciativa coloca o PSDB em primeiro lugar, na vanguarda da comunicação com os eleitores, do diálogo com os cidadãos, e é um meio mais barato e ágil para a troca de informações entre o partido político e os cidadãos.
Aliás, a maior prova disso é o Twitter do Governador José Serra, o político mais popular do Twitter, com 71 mil seguidores em pouco mais de três meses de uso dessa ferramenta. O Governador Serra usa realmente a ferramenta, respondendo a todos os que lhe escrevem. Trata-se de algo fantástico do ponto de vista da comunicação, pois permite atingir o Governador com muita velocidade e de forma extremamente direta.
Evidentemente, outros partidos já tentaram nos copiar. Nesta semana, o Presidente da República também lançou um blog, que não funcionou no seu primeiro dia. Eu mesmo tentei acessá-lo, mas não consegui. Trata-se de um blog bastante “chapa branca”. O jornalista Marcelo Tas, muito perspicaz, traduziu exatamente o perfil do blog, ao escrever: “O Blog do Planalto não é feito pelo presidente Lula, mas pela equipe que cuida da ‘imagem’ e até da ‘opinião’ do presidente.”. Também não é um blog, como a ferramenta se propõe a ser, pois, nele, o autor não se expressa de forma direta nem mantém contato permanente com visitantes; apenas possui a opção “críticas & sugestões” na parte superior do site, pela qual o usuário é direcionado para outra página, com a possibilidade de escrever uma breve mensagem.
No entanto, toda essa comunicação cibernética só vale se for verdadeira, se for de fato transparente. Quando o cidadão manda uma mensagem ao Governador José Serra, ele deve responder, o mesmo valendo para o Presidente Lula. Se não, é uma farsa.
Muito obrigado, Sr. Presidente.